ícone calendário

Noticias

Imprensa Oficial participa do mutirão de doações de alimentos ao Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza


A Imprensa Oficial do Estado do Amazonas (IOA) participou do mutirão organizado pelo Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) para a arrecadar alimentos para a confecção de cestas básicas. Ao todo, foram arrecadadas 30 toneladas de alimentos, que estão sendo doados a comunidades carentes e instituições filantrópicas. A IOA participou com a doação de 500 unidades de achocolatado.


O mutirão contou com a participação de outras 33 secretarias e órgãos do Governo do Estado, com o objetivo de arrecadar alimentos para a confecção de cestas básicas. O mutirão começou no início deste mês, e as coletas de doações se encerraram nesta sexta-feira (15/05).


A ação visa beneficiar a população em situação de vulnerabilidade social, em sua grande maioria formada por trabalhadores informais, que estão impossibilitados de trabalhar por conta da pandemia.


A Imprensa Oficial participou da ação também com a impressão de panfletos em seu Parque Gráfico, orientando as pessoas a ficarem em casa e trazendo dicas de prevenção ao coronavírus (Covid-19). Ao todo são 40 mil panfletos que serão distribuídos juntamente com as cestas de alimentos que estão sendo entregues por diversas secretarias da administração estadual.


Para o diretor-presidente da IOA, Mário Aufiero, como serviço essencial, a IOA tem a obrigação de contribuir com o governo nas ações de combate à atual pandemia. “O momento pede união e força. Estamos fazendo a nossa parte nesse esforço coordenado do Governo do Estado em combate ao coronavírus. Por isso, além de disponibilizar nosso parque gráfico e de publicar o Diário Oficial do Estado, estamos também contribuindo como várias ações do Governo do Estado nessa união necessária de forças. A IOA se faz necessária e está trabalhando no apoio a todos órgãos nessa pandemia”, disse.


A secretária executiva do FPS, Kathelen Santos, destacou a importância da iniciativa para o público de pessoas em situação de vulnerabilidade, em especial os trabalhadores informais. “Essa ação tem o objetivo de atender a população mais carente, que depende do trabalho autônomo, principalmente com vendas, e que está impossibilitada de trabalhar por conta da pandemia”, assinalou.

Kathelen Santos também destacou a importância da participação da Imprensa Oficial do Amazonas no mutirão. “Eu agradeço pelo apoio. Porque, se não fosse por vocês, pode ter certeza que não teria sido esse sucesso. Vocês abraçaram essa campanha com muita garra. Não tínhamos muito tempo e deu super certo”, agradeceu.

OUTRAS AÇÕES DA IOA

Desde o início do combate à pandemia do coronavírus, a Imprensa Oficial tem agido em várias frentes para colaborar na guerra contra o vírus. No parque gráfico da IOAl foram produzidos os 50 mil envelopes que estão sendo utilizados pelo governo na distribuição do auxílio concedido a cidadãos em situação de vulnerabilidade social, por meio do programa “Apoio Cidadão”.

Também para minimizar gastos da administração púbica e contribuir efetivamente com as ações de enfretamento à Covid-19, o parque gráfico da instituição produziu 10 mil máscaras descaráveis feitas com duas camadas filtrantes sintéticas, em 100% de polipropileno.

As máscaras estão sendo doadas aos órgãos públicos do Estado que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus, sem gerar gastos para o governo. Três lotes totalizando sete mil máscaras, já foram entregues à Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), que as distribuirá entre os trabalhadores que estão atuando com públicos vulneráveis, como os profissionais que cuidam de pessoas em situação de rua.

COMPÊNDIO

Consciente de seu papel no registro da História do Amazonas, a IOA também está produzindo um compêndio de todas as leis, decretos, portarias, enfim, ações tomadas pelo Governo do Estado do Amazonas referentes ao combate à disseminação da Covid-19 e aos efeitos nocivos que a pandemia traz à sociedade Amazonense.

O compêndio tem o objetivo de fazer uma compilação das decisões governamentais acerca do novo coronavírus, como forma de facilitar a consulta de cidadãos, estudantes, pesquisadores, juristas, operadores do direito e qualquer um que, no presente ou no futuro, deseje pesquisar sobre esse período crítico da História humana.